Fechar busca

Digite o nome do produto

Digite o nome do produto e toque em Ir ou selecione um produto da lista.
R$ 0,00

Meu Carrinho

 

Recentemente, publicamos no nosso blog um texto sobre os inimigos ocultos do diabetes, já que muitas vezes as pessoas associam a dieta para diabetes à simples eliminação do açúcar. O fato é que o post gerou uma conversa tão intensa e interessante em nossas redes sociais que nos motivou a explorar mais o assunto. Agora, vamos abordar alimentos que o diabético pode comer, lembrando que é fundamental o acompanhamento médico e nutricional para que sejam recomendados na quantidade ideal a cada pessoa, pois o tratamento da patologia tem como objetivo alcançar e manter o controle glicêmico.

 

A nutricionista consultora da Menu You, Nayara Macêdo, observa que, de um modo geral, os alimentos mais indicados são os cereais integrais, verduras, legumes e frutas e os alimentos que devem ser evitados são os industrializados, as farinhas refinadas e os que contêm açúcar. “Não é necessário restringir grupos específicos, mas sim consumir em quantidades adequadas, de acordo com a necessidade de cada paciente. É importante dar preferência a alimentos de baixo índice glicêmico”, ressalta.

 

O índice glicêmico de um alimento é o indicador da velocidade com que o carboidrato de um alimento é absorvido pelo nosso organismo. Os alimentos com baixo índice glicêmico são aqueles que levam mais tempo para serem digeridos e não elevam muito os níveis de açúcar no sangue.

 

Veja no que investir na hora de montar seus cardápios. A boa notícia é que há muitas opções e combinações deliciosas:

 

Legumes, frutas verduras

Aposte na variedade dos vegetais. Quanto mais colorido o prato, melhor. Mas atenção: batata-inglesa e frutas como a manga, a banana e o caqui têm altos índices glicêmicos. O importante aqui é fazer boas escolhas. Batata-doce, por exemplo, é uma boa opção, principalmente para quem pratica atividades físicas, pois é um alimento com baixo índice glicêmico e tem propriedades que contribuem para a boa formação muscular. Entre as frutas, maçã, pera e morango são boas alternativas.

 

Cereais integrais

Muesli (flocos de aveia crus, frutas e sementes secas) sem açúcar, linhaça e chia colaboram para o controle das taxas glicêmicas e suas fibras dão sensação de saciedade, o que é importante para a manutenção do peso, um aspecto ao qual o diabético deve prestar atenção.

 

Carnes magras

Frango, peixe e frutos do mar são fontes de proteína animal, importante para o ganho e preservação da massa muscular.

 

Gorduras saudáveis

Azeite de oliva, abacate, nozes, amêndoas e castanhas são fontes de energia para o organismo. Como também são alimentos calóricos, é importante ter moderação ao incluí-lo nas refeições.

 

Água 

É fundamental manter a hidratação ao longo do dia. Água e chá de ervas naturais são ótimas opções.

Outras dicas de Nayara são a atenção aos produtos com descrição “diet”, já que a redução do açúcar de adição nem sempre significa que o alimento tenha baixo carboidrato em sua composição, por exemplo. Outro ponto é a atenção à manutenção do peso. “O controle do peso está diretamente ligado ao tratamento e prevenção de complicações clínicas associadas ao diabetes. Dessa forma, é necessário praticar atividades físicas e ter hábitos saudáveis”, observa a nutricionista.

 

Uma dieta para diabetes pode ser seguida com tranquilidade. É importante conhecer as limitações da patologia e informar-se bem com seu médico e nutricionista para fazer boas escolhas ao longo do dia (as tentações sempre serão muitas!). A Menu You tem uma linha voltada para o controle glicêmico que leva em consideração as necessidades do diabético em diversas opções de refeições que primam pela qualidade, rigor nutricional e muito sabor. Confira!